MODA DE AUTOR 0017 • NASCER, DE CASSIO TASSI

Não é a primeira vez que Cassio Tassi participa do projeto Moda de Autor, da F.Works Produtora de Moda. E provavelmente não será a última. A criação autoral será sempre bem-vinda por aqui e, mesmo já tendo figurado nossa galeria, artistas, fotógrafos e designers de moda poderão voltar, cada vez que um projeto for destaque. Many happy returns.

“Nascer” é sua nova obra e representa, impressão minha, uma verdadeira angústia sobre como somos impregnados pelo universo desde que começamos a respirar. Conversando com Cassio – como sempre, virtualmente – ele me conta que essa foi uma ideia que surgiu um ano atrás, organizando um quadro para um outro projeto. “De repente me veio a ideia de criar um homem branco que habita uma casa branca. Já tinha interesse em trabalhar o autorretrato e essa cor”.

Daí foi só ligar os dots. Segundo o artista, o processo de criação foi longo. Até maturar sua ideia, tentando entendê-la, Cassio viveu muitos questionamentos. “Só foi possível consolidar o projeto pois os caminhos da vida me levaram para o lugar onde eu deveria estar. Acabei voltando para UFJF, para terminar o curso de artes visuais que tinha trancado no ano passado, pois percebi que minha carreira deveria ter base nas artes e não na publicidade.” E bingo.

Com o suporte dos seus professores, o projeto começou a ganhar vida. “Tive muitos exercícios durante o semestre que foram me levando para onde eu queria, mas um trabalho específico foi o que mais me fez pensar. Foi um trabalho em que criei três cartas, uma delas, uma carta em branco. A partir daí, comecei a pensar: quem é esse ser branco que eu gostaria de criar? E porque ele habitaria tal local? Essas foram algumas das coisas que passaram pela minha cabeça.”

A identidade das pessoas – e a sua – sempre foi objeto de reflexão para o artista. Pensar as suas possibilidades e, se possível, as diversas identidades que cada um pode ter. O teórico jamaicano Stuart Hall, radicado no Reino Unido, foi uma das inspirações para Cassio: “‘A Identidade Cultural na Pós Modernidade’ foi minha inspiração e o que aglutinou minhas ideias. Ele fala sobre como o ser humano contemporâneo é inseguro e busca uma identidade única e estável.”

Cassio se identificou com a questão e partiu para desenvolvê-la. “Percebi que como um ser humano posso ser múltiplo e variável, e que podemos ser muito mais complexos do que podemos imaginar.” Dentro dessa perspectiva, o artista pensou na possibilidade de se “apagar” por completo, deixando perceptível apenas o volume do seu corpo, sem identidade, livre para ser o que quiser: “Como a ideia da carta em branco”, analisa. Para isso, com o estilista e amigo Fernando Siqueira, criaram uma roupa que pudesse deixá-lo da forma que desejasse.

“Entretanto, não poderia ser totalmente livre se eu habitasse qualquer ambiente, pois ele me modificaria novamente”. Assim, Cassio concebe seu projeto num lugar totalmente branco, para que seu personagem pudesse continuar “intocado”. Além das fotos, “Nascer” virou video performance.

“Nascer, para mim, é ter a possibilidade de começar, no meu caso, recomeçar, pois de certa forma eu renasci, me transformei num outro ser”, entende. Mas outra questão que surgiu para Cassio foi, quando estava tudo pronto, como ele faria para tornar-se, de fato. “Foi aí que criei um outro trabalho que chama Transformar, onde preparo para me tornar esse ser”, explica.

“Queria que o video passasse a ideia de que estivéssemos olhando o ser através de um vidro, sabe? Como se fosse um filme de ficção científica, onde os cientistas ficam analisando cada movimento de um novo ser descoberto, inventado, ou que veio de outro planeta. E é o que eu pretendo fazer com as outras video performances”, planeja.

Cassio me conta que já existe uma “continuação para Nascer e Transformar. O projeto, que será seu TCC da pós-graduação em moda que cursa já tem nome: VESTIR. “Em agosto tudo vai estar pronto, se quiser podemos conversar sobre ele depois, pois tem muitas questões a serem pensadas ainda e analisadas”.

Agora, imaginem a minha curiosidade.

Nascer, de Cassio Tassi. A vídeo performance vocês conferem no nosso site: 

http://www.fworksprodutora.com.br/moda-de-autor-video-cassio-tassi