MEETING COM JUM NAKAO

TOPO JUM

Então é isso aí. Depois de algumas semanas de suspense, a F.Works Produtora de Moda revela: o próximo facilitador do Meeting será o designer e diretor de criação Jum Nakao. O Workshop “Modelar – Inovações – Geometria X Corpo X Espaço” acontece nos dias 18 e 19 de outubro em Juiz de Fora. Para não perder.

O local do evento ainda será confirmado pela organização. São 16 horas de curso, divididas em dois dias de programação ao lado do designer e estilista brasileiro, cujo talento é reconhecido não só em terra brasilis, mas no exterior também.

SOBRE O CURSO

Através da análise e exercícios práticos em classe, a proposta do workshop com Jum Nakao é facilitar a compreensão dos princípios lógicos da construção da modelagem, estimulando a criatividade sobre novas formas de vestir.

O processo do curso tem a pele como ponto de partida. Não é necessário conhecimento de técnicas de modelagem. Para os já iniciados, o curso aprimora a compreensão dos seus princípios e amplia as suas aplicabilidades.

A descoberta vivenciada pelo curso é a percepção da volumetria do corpo no espaço e suas infinitas possibilidades de vesti-lo, a partir de uma visão escultórica e volumétrica de linhas e traços no espaço ao redor de um corpo, formando aquilo que conhecemos como roupa.

O Workshop com Jum Nakao, oferecido através do projeto Meeting, custa 700 reais (ver condições de pagamento). Quem animar pagar à vista ganha desconto: o valor cai para R$630.

As inscrições já podem ser realizadas no escritório da F.Works Produtora de Moda, que fica na rua Batista de Oliveira, 1026/302, no centro de Juiz de Fora.

Dúvidas? Tire todas com o Cláudio Alvim ou Vinícius Rodrigues pelo 32 3217-6538 ou com a Raquel Gaudard (eu!) via inbox na Fanpage do nosso Facebook (aqui!) ou jornalismo@fworksprodutora.com.br.

E em breve vamos disponibilizar todas as informações no hotsite do evento.

🙂

JUM NAKAO

Jum inicialmente acreditava que o suporte do seu trabalho poderia ser a eletrônica e a computação, mas abandonou esse setor por considerar os estudos extremamente distantes do olhar humano.

retratos-4

Jum por @Pedro Colon.

Foi na moda que percebeu a possibilidade desta aproximação e iniciou sua formação em 1984 através do CIT – Coordenação Industrial Têxtil – onde tem os primeiros contatos com profissionais da área, entre eles as professoras Vera Lígia P. Gilbert e Marie Ruckie. Em 1988 cursa licenciatura em Artes Plásticas na Faculdade Armando Álvares Penteado e em 1989 faz extensão universitária em História da Vestimenta no Instituto de Museologia de São Paulo e História da Moda com a Professora Serafina Borges do Amaral, no SENAC.

Em 1996 é considerado a grande revelação da 6ª Edição do Phytoervas Fashion e passa a ocupar o cargo de Diretor de Estilo de uma das maiores empresas de moda do Brasil, a ZOOMP, onde permanece por seis anos. É convidado pela Du Pont em 2002 para ser o designer parceiro no Projeto Internacional Hotel Lycra. Em 2003, ineditamente um trabalho de moda faz parte de uma Mostra de Arte e Fotografia – Imagética – onde um espaço de honra é destinado para uma instalação que narra o processo de uma de suas coleções – Tributo a Brothers Quay. Os trabalhos realizados na área de artes gráficas pelo studio de design Lobo – books: Future Kitsch e Tributo a Brothers Quay – arrebatam prêmios e citações internacionais como: The One Show (EUA), “How Design” (EUA), “Creative Review” (Inglaterra) e ADG (Brasil).

Instalação do processo de Tributo a Brothers Quay. ©Sandra Bordin.

Em 2004, o Banco do Brasil solicita uma campanha para estreitar elos com arte, moda, cinema e dança. Participam deste projeto diretores de arte, fotografia, publicidade e companhias de dança. Jum Nakao é o designer convidado para Design de Conceito e Figurinos. No mesmo ano, assina contrato como diretor criativo de uma das mais tradicionais empresas de moda feminina: VIVAVIDA. Pela primeira vez na história, em 2004, a NIKE – gigante do segmento esportivo e vestuário – estabelece mundialmente um contrato com um designer para uma linha premium: JUM NAKAO for NIKE. É convidado ainda pela FAAP, ABIT e MASP para ser o Mentor Criativo do projeto “Instituto Brasil de Arte e Moda”. Realiza em junho de 2004, no São Paulo Fashion Week, uma performance em que, ao final do desfile, modelos rasgaram elaboradas roupas feitas de papel vegetal confeccionadas em mais de 700 horas de trabalho. Logo após o desfile, participa da Mostra “arte e mercado” na Galeria Vermelho, em São Paulo, com a obra “fonte dos desejos”.

Eleito o desfile da década, a performance rendeu o livro e o documentário “A Costura do Invisível”. ©Fernando Louza.

Em 2005, a convite do diretor Luiz Fernando Carvalho, o designer participa da microssérie Hoje é dia de Maria , da TV Globo, respondendo pela concepção e criação de uma corte real. No mesmo ano, Jum lança, no calendário geral do São Paulo Fashion Week, o livro e documentário A Costura do invisível, realizados a partir de referências do desfile de verão 2004, editado pelas Editoras SENAC. Em junho de 2005, desfila e expõe em Paris na Galeries Lafayette nas comemorações do ano do Brasil na França. Na comemoração de dez anos de moda no Brasil, através do São Paulo Fashion Week, seu trabalho “a costura do invisível” é homenageado como o desfile da década. Em agosto de 2005, ineditamente, Moda passa a fazer parte das Mostras Culturais do SESC e Jum Nakao é convidado p/ a concepção e realização da exposição “Conflitos e Caminhos”. Em 2005 passa a assinar as coleções do tenista Guga Kuerten.

Em 2008 é selecionado pela curadora do Museu de Arte Contemporânea de Tokyo, Yuko Hasegawa, para integrar a exposição quando vidas se tornam forma: diálogo com o futuro – Brasil-Japão e neste mesmo ano é o artista convidado para conceber em São Paulo o espaço do pavilhão comemorativo do Centenário da Imigração Japonesa. Expõe em 2008 no Festival della Creatività em Firenze. Participa da Mostra Nipon realizada no Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro e em Brasília com a Instalação Rasgo. É o idealizador e curador da exposição Reproduzir ocorrida em 2008 dentro da Semana Viver Design SP. Sua performance Vestidos Multi Prismáticos é contratada para o lançamento da operadora de telefonia celular Oi em São Paulo. Participa a convite do Itaú Cultural, ainda em 2008, da mega instalação PETS que ocupou as marginais do rio Tietê em São Paulo.

Desenvolvimento do figurino para o espetáculo “Os Duplos”. ©Gui Mohallem.

A convite do Conselho Euro Brasileiro, participa da Feira de Design de Milão de 2009 como diretor do projeto Floresta Móbile e com o projeto COCAR. Realiza em 2009 a convite da Coca Cola Inc. a direção de arte e concepção dos personagens da campanha Kuat Eco. A Nespresso comissiona em 2009 Jum Nakao para o lançamento mundial no Brasil de seu café Premium Singatoba, onde um quadro cinético de mais de 6 metros é desenvolvido para esta ação. A convite dos curadores do Sabbioneta Art Festival participa como Fashion Intelecttual da mostra Please me Fashion realizada em Mantova na Itália com a obra luxdelix. A mostra foi exposta no Palazzo Ducale entre os dias 6 de junho a 18 de julho de 2010. Ainda em 2010, a convite do SPCD ( São Paulo Companhia de Dança) desenvolve os figurinos do espetáculo OS DUPLOS. Sua instalação e perfomance Vestígio Vestiveis, produzida pela Cinnamon Comunicação e com realização do Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo, realizada em junho de 2010 durante a 20º edição da SPFW, se torna um marco histórico na mediação entre Arte e Moda. Em novembro de 2010, a convite do Ministério da Cultura, Jum integra o projeto Brasilidades e instala nos pilotis do MAM – Museu de Arte Moderna – do Rio de Janeiro sua obra O Sonho de Darcy.

please-me-3

Mostra Please me Fashion em Mantova, Itália. ©Divulgação.

A convite do Sindmóveis, realiza a concepção do espaço do Salão Design 2011, em Bento Gonçalves na Casa Brasil, o mais importante evento da Indústria Moveleira do Brasil. Em 2012 é homenageado na vigésima sexta edição da Casa Cor onde concebe o espaço Jum Nakao. Concebe e realiza o Reality Project durante o Dragão Fashion 2012 em parceria com o Senac, projeto em que pela primeira vez na história uma coleção completa é desenvolvida em tempo real durante uma semana de moda. No lançamento da nova identidade coorporativa do Senac é convidado para idealizar o espaço das Editoras Senac na Bienal do Livro.

No encerramento das Olimpíadas de Londres 2012, Jum é o designer responsável pela cerimônia de apresentação do Brasil. Expõe em 2012 na Somerset House em Londres sua obra Memórias transportáveis, sonhos encaixotados. Em outubro de 2012, participa da abertura da Exposição Futurotextiles no CETI (European Center for the Innovative Textiles) em Lille, França com a obra Cloud Dress. Lança em 2013 a coleção de móveis Schuster – Jum Nakao.

Reality Project “A Hora do Brasil”. ©Divulgação.

Jum realiza diversas palestras e workshops pelo país e no exterior sobre o processo criativo. Em sua produção, o designer é capaz de conciliar os recursos da tecnologia digital à sofisticação de peças únicas confeccionadas à mão, como o encontro em clima de suspense e contos de fadas, da elaborada moda do século XIX com o universo lúdico dos bonecos playmobil.

Como disse um dia Lautréamont, o que depois virou um slogan surrealista, “Belo como o encontro entre uma máquina de costura e um guarda-chuva sobre uma mesa de dissecação”. Dissecando o mundo, Jum Nakao costura o imprevisível.

—-

Bio do designer via jumnkao.com.br.