LÁ VEM FOLIA: O OSCAR.

pitacos

Por Danielle Magno.

Não é a primeira vez que o Oscar e o carnaval brasileiro se encontram. Mas é para lamentar quando isso acontece porque se você assiste, infelizmente, por emissora aberta, ah amigo… perdeu! Perdeu porque não exibem a cerimônia completa e porque tem o chato José Wilker comentando. Olha.

Mas chega de tristeza, vamos aos pitacos de sempre, apesar de achar que o mais esperado é o tapete vermelho e as divas divando, principalmente a Lupita Nyong´o, que tá escândalo nas premiações.

MELHOR FILME

“Trapaça”
“Capitão Phillips”
“Clube de Compras Dallas”
“Gravidade”
“Ela”
“Nebraska”
“Philomena”
“12 Anos de Escravidão”
“O Lobo de Wall Street”

Oscar é sobretudo campanha. O filme que foi melhor divulgado, vendido, apresentado, tem grandes chances de se dar bem. Não precisa ser, necessariamente, o melhor em qualidade ou a maior bilheteria. A ampliação das indicações – que antes contavam com cinco – para oito a dez, nem sempre ajuda, já que acaba dividindo as atenções.

Mas nesse ano a coisa está meio no ar. Trapaça, com a J-Law, Bradley Cooper e Christian Bale, junto a Gravidade, com Sandra Bullock e George Clooney e 12 Anos de Escravidão, com Michael Fassbender e Lupita Nyong´o, estão todos na linha de chegada, com boas chances de vencer. Aí vai do gosto do freguês.

Gravidade une perfeição técnica, criatividade, excelente bilheteria e um showzinho de Sandra, muito querida em Hollywood. Alfonso Cuarón já ganhou prêmios de direção pelo filme, ao que parece, tem maiores chances de levar a estatueta. Um ótimo título! Também acho Trapaça bacana, ganhou fôlego nas últimas semanas de campanha, apesar de ter menos “fator Oscar”. Eu aposto e desejo imensamente que 12 Anos de Escravidão, uma história absurda, verdadeira, triste e pesada, leve a estatueta. Por todo o contexto.

EXCLUSIVE: Matthew McConaughey and Jared Leto film scenes together for The Dallas Buyers Club in New Orleans.

Cena de “Clube de Compras Dallas”. ©Reprodução.

MELHOR ATOR

Matthew McConaughey , por “Clube de Compras Dallas”
Bruce Dern, por “Nebraska”
Chiwetel Ejiofor, por “12 Anos de Escravidão”
Leonardo DiCaprio, por “O Lobo de Wall Street”
Christian Bale, por “Trapaça”

Matthew McConaughey levou em todas as premiações, e como se transformou fisicamente para viver o papel de um eletricista com Aids, emagrecendo muitissímo e perdendo aquele ar dourado de surfista – acho que o Oscar já é dele. Impressionante como a carreira de Matthew está cada vez melhor. Na TV ele deve levar o Emmy no ano que vem, por conta do drama da HBO, True Detective. Ninguém segura o homem. Se ele tem algum concorrente aqui , responde por Chiwetel Ejiofor. DiCaprio, amore, ainda não será dessa vez.

Cate Blanchett in Woody Allen's Blue Jasmine

Cate Blanchett em Blue Jasmine. ©Reprodução.

MELHOR ATRIZ

Cate Blanchett, por “Blue Jasmine”
Meryl Streep, por “Álbum de Família”
Judi Dench, por “Philomena”
Sandra Bullock, por “Gravidade”
Amy Adams, por “Trapaça”

Não sou a maior fã de Woody Allen. Não é pelo atual escandalo, até estava mais animada com os três últimos filmes, no qual ele parecia se divertir mais do que a gente. Este Blue Jasmine é o retorno daquela verborragia psicanálitica, mas uma coisa preciso admitir, esse homem escreve e dirige para mulheres. E Cate Blanchett está maravilhosa! É dela a estatueta. Só que, bom, o escandalo, pois é, pode afetar a pobre Cate que nada te a ver com isso. Aí o caminho é de Sandra Bullock.

dallas_buyers_club

Jared Leto em Clube de Compras Dallas. ©Reprodução.

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Barkhad Abi, por “Capitão Phillips”
Bradley Cooper, por “Trapaça”
Jared Leto, por “Clube de Compras Dallas”
Michael Fassbender, por “12 Anos de Escravidão”
Jonah Hill, por “O Lobo de Wall Street”

Meu amor por Fassbender não vai me confundir. Ele não tem chance alguma. Aqui o senhor é Jared Leto, que vive um travesti.

Lupita e Lawrence no páreo. ©Reprodução.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Lupita Nyong’o, por “12 Anos de Escravidão”
Jennifer Lawrence, por “Trapaça”
June Squibb, por “Nebraska”
Julia Roberts, por “Álbum de Família”
Sally Hawkins, por “Blue Jasmine”

Todo mundo ama Jennifer Lawrance (J-Law), ela ganhou muitas premiações, uma atriz muito, mas muito bacana, tá muito forte este ano, outra vez. Mas essa categoria pode trazer surpresas, como Lupita!

MELHOR DIRETOR

David O. Russell, por “Trapaça”
Alfonso Cuarón, por “Gravidade”
Alexander Payne, por “Nebraska”
Steve McQueen, por “12 Anos de Escravidão”
Martin Scorsese, por “O Lobo de Wall Street”

Alfonso Cuarón, amigues. Desculpe, Martin. Mas nessa categoria temos a famosa loucurinha Oscar, que já aconteceu há alguns anos, ganha diretor, perde filme, ou vice versa. Ou seja, Steve McQueen e David Russel tão no páreo.

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

“Trapaça”, escrito por Eric Warren Singer e David O. Russell
“Blue Jasmine”, escrito por Woody Allen
“Clube de Compras Dallas”, escrito por Craig Borten e Melisa Wallack
“Ela”, escrito por Spike Jonze
“Nebraska”, escrito por Bob Nelson

Se vocês viram Her (Ela) vão achar o mais sensacional. Sobre um cara que se apaixona pela voz do seu computador, não é qualquer voz, mas a de Scarlett Johansson, aí né? Tá entre e Clube de Compras.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

“12 Anos de Escravidão”
“O Lobo de Wall Street”
“Antes da Meia-Noite”
“Capitão Phillips”
“Philomena”

Bom, aí temos 12 Anos e O Lobo.

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

“Alabama Monroe” (Bélgica)
“A Grande Beleza” (Itália)
“A Caça” (Dinamarca)
“The Missing Picture” (Camboja)
“Omar” (Palestina)

Confesso que só vi A Caça, que é excepcional, corram pra ver. Mas A Grande Beleza venceu o Globo de Ouro. Veremos! Azul é a Cor Mais Quente não poderia ser indicado, não chorem!

careymulligan_2550464b

Carey Mulligan com figurino Prada e Joias Tiffany’s em O Grande Gatsby. ©Reprodução.

MELHOR FIGURINO

“Trapaça”
“O Grande Mestre”
“O Grande Gatsby”
“The Invisible Woman”
“12 Anos de Escravidão”

Trapaça vive de perucas, apesar da boa ambientação dos anos 70, não acho que leve. Tem Gatsby, que foi um a grande decepção, mas um primor de figurino. Destaque, ainda, para “12 Anos”.

Existem outras categorias, como documentário, animação e trilha sonora. Documentário vi apenas Square e agradeço a Netflix por isso. Animação não ligo mesmo, até porque sempre acho todos ótimos. Trilha sonora acho todos sofríveis, juro. Mas deve levar Gravidade.

Bom é isso. Costumo errar muito, porque sempre “voto” no que gosto, hahaha. Mas nesse ano especialmente é possível, sim, ter surpresas. Até porque na categoria Melhor Filme tá tudo emparedado. Melhor pra gente! E que as piadas sejam boas.

Lista ©UOL